Arquivo da categoria: Sagrado Feminino

Crescendo com Afrodite

Post psiqué

No post que dedicamos ao arquétipo da deusa grega Afrodite, comentamos que não é muito fácil te-la como padrão dominante de comportamento. De acordo com a nossa proposta aqui no Ser Integral, de sempre fornecer elementos que permitam o auto conhecimento e o consequente crescimento, hoje vamos descrever uma linha de conduta evolutiva que a mulher do tipo Afrodite pode seguir para alcançar este crescimento, evolução.

Trata-se do Mito de Psiqué e Eros, uma metáfora para o crescimento  psicológico evolutivo. No mito, Psiqué era uma jovem e linda princesa, cuja beleza acabou por provocar a inveja e o ciúme de Afrodite. Para puni-la Afrodite determina que seu filho Eros – o deus do Amor – faça com que Psiqué se apaixone por uma peçonhenta serpente. Entretanto ao encontrar Psiqué, Eros acaba por ferir-se com a sua própria seta de amor, ficando perdidamente apaixonado por ela. Leva-a para seu palácio onde para protege-la da ira de Afrodite, impõe uma única condição ao seu amor: ela não pode vê-lo! Assim vivem uma relação amorosa de muita ternura e afeto mas sempre sem luz. Psiqué engravida e temerosa pela aparência de seu filho, resolve iluminar a face do marido. Surpresa com sua beleza angelical deixa cair respingos da vela e o acorda. Eros ao perceber a traição foge abandonando-a a própria sorte.

Psiqué é mulher mortal grávida, precisando recuperar Eros, seu amor, compreende que para que isso aconteça deverá submeter-se à sogra: uma Afrodite, brava, enciumada e antagonista que tudo fará para destruí-la. Ela então se apresenta à deusa Afrodite, que para testá-la lhe dá quatro tarefas.

Fique muito atenta agora: as quatro tarefas de Afrodite tem importantes significados simbólicos para os quais queremos chamar sua atenção, porque cada uma representa uma capacidade que nós mulheres necessitamos desenvolver. Cada vez que Psiqué domina uma tarefa, adquire uma habilidade que não tinha antes. É assim a vida constante desafio e aprendizado. Cada vez que nos enfrentamos e vencemos nossos desafios, nos tornamos cada vez mais próximas de quem realmente somos.

Para você que nos acompanha aqui no Ser Integral e leu nossos posts sobre as deusas, é importante observar que Psiqué, como figura mitológica, reúne características de várias deusas: é amante (como Afrodite), esposa (como Hera) e mãe grávida (como Deméter). Também como Perséfone vai ao mundo das trevas em busca do seu amado e retorna. Assim se você faz parte das mulheres que colocam os relacionamentos em primeiro lugar e reagem emocionalmente ou instintivamente aos outros, precisa (mais que as outras) desenvolver as habilidades simbolizadas pelas tarefas de Afrodite à Psiqué. Ao faze-lo pode avaliar melhor suas opções e agir decisivamente na direção dos seus objetivos e interesses.

A primeira tarefa: separar as sementes. Afrodite leva Psiqué a uma sala e mostra-lhe um monte enorme de sementes  misturadas – milho, cevada, milhete, papoula, ervilha, lentilha e feijão – determinando que que deve separá-las por espécie de semente ou grão em seu próprio monte antes do anoitecer. A tarefa seria impossível de realizar se não fosse pela inesperada ajuda de uma grande quantidade de animadas formigas, colocando cada espécie, grão em seu próprio monte.

Observe que da mesma forma, quando precisamos tomar uma decisão importante e crucial na nossa vida, a primeira ação é classificar o emaranhado de sentimentos, muitas vezes, conflituosos. Ou seja, “classificar as sementes” torna-se uma tarefa interior que exige um olhar honesto para dentro de si mesma, peneirando tudo através dos sentimentos, valores e motivos de modo que seja possível separar o que é verdadeiramente importante daquilo que é insignificante e desprovido de sentido.

Classificar as sementes exige aprender a deter-se diante de uma situação confusa, caótica e aguardar ate que surja a Clareza. E aí surgem duas possibilidades que podem ser ativadas:  a primeira é confiar “nas formigas”, aqui representando o processo intuitivo cujo trabalho está além do controle consciente OU buscar a clareza através de esforços conscientes utilizando a lógica para sistematizar, avaliar e determinar prioridade aos muitos elementos envolvidos numa decisão.

Você consegue perceber em sua vida momentos em que é importante fazer este exercício?

A segunda tarefa: adquirir alguns flocos de lã dourados. Afrodite ordenou a Psiqué que conseguisse alguns flocos de lã dourados dos terríveis carneiros do sol. Animais enormes, agressivos e providos de chifres, que costumavam ficar no campo, dando cabeçadas um no outro. Andar entre eles era certo que Psiqué seria esmagada ou vencida. Uma vez mais a tarefa parece impossível, até que um verde caniço vem em seu socorro e a aconselha a esperar pelo por do sol, ocasião que os carneiros se dispersam e se recolhem. Neste momento ela poderia apanhar com segurança fios de lã desejados, das amoreiras contra as quais os carneiros tinham se raspado, durante o dia.

Os flocos de lã dourados representam o poder que nós mulheres precisamos adquirir, sem nos destruir na tentativa de obte-lo. Quando uma mulher do tipo Afrodite ou outra deusa vulnerável (Hera/esposa), (Deméter/mãe) ou (Perséfone/filha), cujos arquétipos tratamos em posts  anteriores aqui no Ser Integral (não viu? use a procura aqui mesmo no blog/site e confira. Dedicamos um post a cada uma destas deusas) – precisa sair para o mundo competitivo onde é comum a luta  agressiva pelo poder e posição – ela pode sair ferida ou desiludida se não reconhecer os perigos do ambiente e dos seus competidores. Nesta luta pode tornar-se insensível e cínica. Daí a importância do auto conhecimento. Perceber que não é uma Atena encouraçada preparada para envolver-se na batalha da estratégia e da política, permitirá a mulher como Psiqué perceber que a sua melhor estratégia é observar, esperando e gradualmente adquirindo poder de forma indireta e com menos risco de ser “pisoteada”.

Adquirir os flocos de lã dourados sem destruir Psiqué é a metáfora para a tarefa de ganhar poder e manter a sua essência de pessoa compassiva. É uma tarefa extremamente útil no caminho e conquista da auto afirmação, além de desviar o foco de apenas expressar suas necessidades ou raiva.

A terceira tarefa: encher a jarra de cristal. Para a terceira tarefa Afrodite põe uma jarra de cristal na mão de Psiqué ordenando-lhe que deve enche-la com água de um regato proibido. Esse regato cai em forma de cascata de uma fonte no pico do mais alto rochedo íngreme até a mais ínfima profundeza do mundo subterrâneo antes de ser levado para cima através da terra para emergir uma vez mais da fonte. Metaforicamente, esse regato no qual Psiqué deve encher sua jarra, representa a corrente circular da vida.

Além disso o regato gelado é guardado por dragões o que faz com que a tarefa de encher a jarra, pareça impossível. Desta vez a ajuda vem na forma de uma águia, que simboliza a habilidade de ver a paisagem de uma perspectiva e mergulhar direto ao ponto para apoderar-se do que é necessário.

Essa é uma habilidade que a mulher do tipo Psiqué precisa desenvolver, uma vez que pela sua característica de estar sempre pessoalmente envolvida “não consegue ver a floresta por causa das árvores”.

Conseguir alguma distância emocional em seus relacionamentos, é especialmente importante para as mulheres do tipo Afrodite, de modo que possa enxergar padrões totais e selecionar detalhes importantes que lhe permitirão tomar posse do que realmente é significativo em sua vida.

A quarta e última tarefa: aprender a dizer não. Nesta última tarefa Afrodite ordena a Psiqué que desça ao mundo subterrâneo com uma pequena caixa para Perséfone encher com creme de beleza. Psiqué relaciona a tarefa com a morte. Desta vez uma torre vista ao longe vem aconselhá-la.

É uma tarefa mais difícil do que o tradicional teste de coragem e determinação do herói, porque Afrodite assim o desejou. Psiqué é informada de que encontrará pessoas patéticas que lhe pedirão ajuda, e por tres vezes ela terá que “endurecer seu coração à compaixão”, ignorar seus apelos e continuar. Se não o fizer, permanecerá para sempre no mundo das trevas.

O desafio que está posto nesta tarefa é o de estabelecer um objetivo e mante-lo frente à solicitação por ajuda. É um teste especialmente difícil para todos, exceto para as mulheres do tipo deusas virgens: Atena, Ártemis e Héstia. As maternais do tipo Deméter e as condescendentes mulheres do tipo Perséfone são as mais sensíveis às necessidades dos outros, enquanto as mulheres do tipo Hera ou Afrodite estão de alguma forma no meio.

Observe que o objetivo de obrigar Psiqué a dizer não tres vezes, é para exercitar a escolha. Muitas mulheres permitem serem molestadas e desviadas do seu próprio caminho, apenas porque não conseguem dizer não. Não conseguem realizar o seu propósito, aquilo que estabeleceram ser melhor para si mesmas, até que aprendam a dizer não.

Isso acontece com você? Percebe em si mesma as consequências desastrosas de não saber dizer não?

A idéia de trazer as quatro tarefas do mito de Psiqué é mostrar que através delas é possível crescer e evoluir. Desenvolver as forças, capacidades e potencialidades enquanto testa a coragem a determinação.

A boa notícia é que ao final da sua jornada Psiqué reconquista o amor de seu marido, o respeito de sua sogra Afrodite, mas principalmente apesar da dificuldade e agruras das duras e difíceis tarefas ela reafirma e reconhece sua natureza básica, vencendo os desafios de manter -se íntegra e verdadeira consigo mesma, valorizando e mantendo seu relacionamento com o parceiro escolhido.

Quero finalizar este post lembrando a você que no mito, para todas as tarefas Psiqué recebeu ajudas importantes, sem as quais seria impossível realizá-las. Assim também é a vida: está sempre nos presenteando com repetidas oportunidades de enfrentarmos o que tememos, aquilo de que necessitamos tomar consciência ou que necessitamos dominar, resolver, equacionar. E ao lado das oportunidades de crescimento, também apresenta as ajudas, seja através da família, dos amigos, colegas e principalmente dos terapeutas. É importante buscar e aceitar estes apoios que permitem ver com mais CLAREZA e assim ser capaz de fazer melhores escolhas de acordo com a Sabedoria Interna de cada uma.

Se você sente que é chegada a hora de buscar um apoio terapêutico que te permita ter Clareza para fazer as escolhas de que necessita, visite nossa página de Atendimentos e entre em contato conosco. Basta clicar no link:

https://serintegralsaude.wordpress.com/atendimentos/

Esta é uma forma segura de sair da repetição dos mesmos problemas e seguir a vida para o próximo nível evolutivo.

Achou útil estas informações sobre o mito de Psiqué? Então curta e compartilhe nossa fanpage Ser Integral. Muitas mulheres poderão beneficiar-se desta informação.

Quer manter-se em dia com as nossas postagens? CADASTRE-SE neste link:

http://bit.ly/Seularemeequilibrio

Reservamos um presentão para com você com dicas muito especiais para cuidar da sua energia e da energia dos ambientes de sua casa.

Um grande abraço e toda luz para sua vida!

Para saber mais:

Bolen, Jean Shinoda – As deusas e a mulher: nova psicologia das mulheres

Feliz Ano Novo! E agora?

 

10-2017

Finalizamos o ano de 2016 – um ano de muito aprendizado e grandes mudanças. Aqui no Ser Integral foi um tempo maravilhoso, temos muito a comemorar porque o nosso projeto de troca de saberes decolou. A sementinha plantada no primeiro texto em 1 de abril de 2015, completou seu primeiro ano e nós saímos dos quase 1 600 visitantes para quase 30 mil visitantes em quase 20 países ao redor do mundo. Encontramos as pessoas que estavam interessadas nos temas que queríamos desenvolver e compartilhar e fomos encontradas por elas. Não sei se para você estes números são pequenos ou grandes, mas para nós é simplesmente maravilhoso. Tem gente que vai achar muito, outros acharão muito pouco… não importa! É mais uma corrente do bem se construindo. São mais de 11 mil fãs nos prestigiando no Facebook, curtindo e compartilhando as nossas dicas. Percebendo e se alinhando com a expansão da consciência, o auto conhecimento e o auto amor, nossas bandeiras, aqui no Ser Integral Saúde. Nossa gratidão a cada um de vocês que fez e faz parte desta caminhada.

Nosso propósito é falar da maior quantidade de temas possível para auxiliar os que estejam interessados numa vida mais equilibrada com saúde Integral.

 Nossa gratidão a cada um de vocês que contribuiu para tornar o nosso propósito cada vez mais claro, porque através de suas contribuições foi possível focar mais nos temas de interesse do público feminino. 

No tema alimentação saudável publicamos diversos posts sobre alimentos que curam, nutracêuticos como o Hibiscus, a Yacon, Plantas Alimentícias não Convencionais (PANCs) e ensinamos diversas receitas de Suco Verde, poderosos desintoxicantes. Afinal não dá para falar em saúde sem ter o corpo limpo de toxinas.

No quesito emoções dedicamos vários posts à sua intrínseca relação com a saúde do corpo físico, em especial a importância de ativar e preservar nossas forças internas para manter a saúde do sistema imunológico. Dedicamos especial atenção a emoções básicas como a Alegria  e a Gratidão, a Culpa e a Raiva e seus efeitos danosos e devastadores para o Fígado. Você viu? Se não viu, vale pena voltar no site e buscá-los.

Eu sou Especialista em Plantas Medicinais e não por acaso sou apaixonada pelo tema e por utiliza-las de forma curativa, por isso dediquei alguns posts muito especiais às esta dádivas da Natureza e à própria Natureza, como elemento decisivo para o nosso equilíbrio Todos deixados por Deus para curar e manter a nossa saúde de forma integral.

Dedicamos carinho especial aos posts com informações sobre os Florais de Bach, remédios com poder de cura e equilíbrio, bem como diversos posts com informações sobre a importância dos Chakras. Cada post tem preciosas informações sobre como estes centro energéticos funcionam e como mante-los equilibrados e saudáveis.

Para o público feminino publicamos uma série de posts sobre os Ciclos Femininos, textos esclarecedores sobre a a dor e a beleza do Climatério e Menopausa; resgatamos temas lindos como o Poder e O Sagrado Feminino e de novo voltamos nossas atenção aos Ritos de Passagem Feminino, porque entendemos ser uma fase da mulher em ela se sente abandonada, sendo inclusive negligenciada pelo próprio sistema de Saúde institucional que deveria cuidá-la. Falamos da dor do Gaslighting, num texto primoroso da minha amiga e terapeuta Ana Valério, que vale a pena ver de novo… Sem falar nos posts dedicados às Deusas e a Mulher que ainda estamos escrevendo e que tem sido sucesso absoluto junto ao público feminino. Afinal a hora é agora, de resgatar nossa auto estima, reafirmando o poder da deusa em cada uma de nós.

E claro, fomos poderosamente abençoados com o tema Saúde e Proteção dos nossos ambientes, ao qual dedicamos alguns posts com dicas de como cuidar da nossa casa, nosso lar e nossos ambientes de trabalho, através de dicas, considerações e oferecendo nosso trabalho de Geobiologia Espiritual Pessoal, Ambiental, de Processos, da Vida Financeira e Profissional, dos Animais de estimação e Automóveis. Um trabalho de limpeza e harmonização feito com auxílio dos Devas da Natureza e tecnologias específicas de Som e Luz.

E você que  nos acompanhou até aqui, há de se lembrar quanto falamos em cada um destes posts e em alguns em particular sobre a importância do Propósito de Vida, do auto conhecimento e do auto amor e cuidado conosco. Esse tema é vital para a vida do Ser Integral.

Finalmente, lembramos que o propósito do nosso site/blog é compartilhar informações úteis para que o Ser Integral floresça e cresça no caminho que escolher manifestar na vida, mas é também um espaço em que oferecemos os nossos serviços a todos os que querem aprofundar e fortalecer as mudanças.

Visite nossa página de Atendimentos

no https://serintegralsaude.wordpress.com/atendimentos/ e conheça os auxílios terapêuticos que disponibilizamos ali. 

 A EMF Balancing Technique por  exemplo é uma técnica de reequilíbrio energético para aqueles momentos em que a vida parece estagnada e não sabemos qual o caminho a seguir. Proporciona CLAREZA, DISCERNIMENTO e energia para realizar o propósito escolhido.  A Geobiologia Espiritual, limpa, harmoniza e remove obstáculos de modo a restabelecer seu fluxo natural da prosperidade e do viver em liberdade.  O Reiki, harmoniza, equilibra, pacifica o coração e a mente. E tem mais… a Fitoenergética e os Florais de Bach que promovem equilíbrio e cura do corpo físico, mental e emocional através das plantas e das flores, de forma suave e segura. E o que eu particularmente acho muito bom, você não precisa se deslocar da sua casa, do seu ambiente para receber os benefícios de todas estas técnicas. Tudo é feito à distância, em dia e hora previamente combinados. Milhares de pessoas já se beneficiaram do meu trabalho com as Terapias Energéticas à distância. Experimente você também já que estamos quase na segunda quinzena de fevereiro e precisamos estar em equilíbrio para fazer de 2017 o ano da virada em nossas vidas. Não há tempo a perder! Feliz Ano novo, e agora? O auto cuidado é o maior investimento que podemos fazer por nós mesmos.

Qualquer dúvida, não hesite em perguntar aqui mesmo no blog, pelo meu email rmarrie@gmail.com ou mesmo por mensagem na nossa fanpage Ser Integral.

E se você acha que este conteúdo foi útil, curta e compartilhe com seus amigos e familiares. Estas informações podem ser muito importantes para eles também.

Ah, ia esquecendo: você sabia que dá para harmonizar sua casa e seus ambientes com Aromaterapia? Pois é preparamos um presente especial para você com dicas maravilhosas e simples para fazer isso. Basta clicar no link abaixo e baixar o seu e-book:

http://bit.ly/Seularemeequilibrio

Abraço carinhoso e toda luz para sua semana!!

Resgatando seu Poder II

30-poder.png

Olá pessoal, ao longo das últimas semanas estamos dedicando uma atenção especial ao Feminino e seus aspectos sagrados. Nossa intenção é trazer reflexão para promover transformação.  Na verdade, reconexão com nossa natureza feminina que ficou meio perdida na luta para nos libertamos da submissão e do preconceito de uma sociedade patriarcal.  Se você não leu os textos anteriores, dá uma  espiadinha  neste link: http://bit.ly/2cYCsXm

Nesta direção hoje vamos compartilhar algumas informações para auxiliar no processo de auto conhecimento, reconexão com nossa natureza feminina e transformação. Vamos falar das funções e importância do Segundo Chakra, Chakra Sacral em sânscito Sahashara. Localizado no baixo abdômen, tem como órgãos associados, o útero, intestino grosso, próstata, ovários e testículos. Assim como cada  Chakras tem uma relação direta com uma glândula endócrina, o Segundo Chakra está relacionado às glândulas endócrinas: ovários e testículos. No aspecto espiritual é responsável pelo auto respeito. No aspecto emocional nos ensina a lidar com os aspectos da comunhão e da possessividade. Além de tudo isso, este centro de energia é responsável pela nossa criatividade de um modo geral e especialmente a criatividade nas relações afetivas. Sua cor associada é o laranja.

Falando em relação afetiva, lembramos que enquanto o Primeiro Chakra diz “Eu sou”, o nosso segundo chakra diz, “Eu sou numa relação afetiva com… meu cônjuge, meu trabalho, minha família, minha religião, meus amigos, a natureza, o dinheiro”. Ou seja , é o centro de todas as relações.

Kalil Gibran em seu livro ‘O Profeta’, presenteou -nos com uma forma especial de compreensão de como lidar com nossos relacionamentos afetivos:

“Entreguem o coração, mas não para o outro guardar,

Pois somente a mão da Vida pode conter seus corações,

E fiquem juntos, mas não juntos demais,

Pois os pilares do templo erguem-se em separado,

E o carvalho e o cipreste não crescem à sombra um do outro.”

Manter o equilíbrio do Segundo Chakra também permite lidar com nosso processo criativo que representa nossa relação com a Terra e com nosso Criador, simbolizando uma grande parte do sentido de nossa vida, missão nesta existência. Traz-nos a consciência de que somos co-criadores de todas as nossas experiências. Algo que sempre falamos aqui no Ser Integral: assumir a responsabilidade por nós mesmas e nossas escolhas. Este equilíbrio nos possibilita inspiração e capacidade para assumir riscos e buscar a realização dos sonhos da nossa Alma. Permite também trabalharmos as nossas relações, trocas e interações em todos os níveis, sejam elas com Deus, nossos Mestres e guias, nossos entes queridos. E finalmente nos ajuda a trabalhar o estágio final do ciclo criativo que é a morte, tão natural na vida. Afinal tudo tem um fim, a morte é inevitável: é apenas uma questão de tempo. O corpo feminino é extremamente sintonizado com a compreensão da natureza cíclica e rítmica da existência humana, vendo que, como as fases da lua, a vida cresce e mingua. Faz parte da natureza feminina aceitar a morte todos os meses – com a menstruação – vendo esse período com um momento de liberar o velho e se preparar para o novo.

Importante lembrar que o estágio final do ciclo criativo pode e deve ser, também, um momento fantástico de celebração, pois é a consumação de um ciclo e muita coisa se realizou. Muito aprendizado, ganho de experiência. É a época da colheita, quando podemos apanhar e saborear os frutos de nosso trabalho. E nós enquanto força criadora somos alimentados e nutridos por nossa própria criação. Aproveitar o exemplo de sabedoria das plantas que compartilham seus frutos e sementes mas também os aproveita para reabsorver parte de sua energia, aumentando sua capacidade de produzir uma vida nova na próxima estação.

Saborear os frutos de nossos esforços antes de plantar uma semente nova.

Depois de compartilharmos um pouco da importância e características deste importante centro energético e principalmente de sua importância em nossos relacionamentos, vamos manter a tradição e trazer algumas dicas práticas para equilibrar sua atividade:

– Comece fazendo todo dia um ato de carinho por você mesma: compre flores, tome um banho quente bem demorado, faça um escalda pés com argila verde para relaxar no final do dia, reserve um tempo só para si e invista na qualidade do tempo que passar com seu par amoroso (se tiver um);

– faça uma boa faxina, jogando fora todo amor não correspondido, fantasias românticas e tristeza reprimidas. Escreva cartas que não vai mandar e nelas libere os pensamentos e as pessoas para seguirem o caminho delas e não o seu. Agradeça pelo tempo que passaram com você por tudo que trocaram de experiência e aprendizado;

– tome mais consciência de sua relação com a Natureza. Pare um pouco e sinta o perfume das flores, sinta o prazer de pisar descalça na grama, na terra, na areia. Ouça e aprecie o canto dos pássaros e aproveite o prazer que tudo isso pode trazer;

– se estiver vivendo uma relação afetiva complicada, onde a comunicação ficou difícil, sente-se num lugar sossegado e feche os olhos. Imagine que está se encontrando  com essa pessoa no topo de uma montanha (ou no topo de outra montanha, se achar difícil a convivência… rsrsr) e peça para conversar com seu Eu superior. Diga-lhe tudo que gostaria que ela ouvisse, lembrando-se de faze-lo de modo amoroso e gentil buscando seu bem maior. Ouça sua resposta. Se achar necessário peça ajuda ao mundo espiritual (bastante recomendado). E o mais importante, sempre termine oferecendo amor e gratidão. Se você leu ou assistiu o filme “Comer, Rezar e Amar”  vai lembrar-se de uma cena semelhante onde a atriz principal (Julia Roberts) faz um exercício de liberação no topo do mosteiro.

– use a cor laranja, nos alimentos, na sua roupa ou mesmo na decoração da sua casa. É um jeito bem fácil e legal de equilibrar o seu Sahashara.

– Finalmente também pode utilizar uma fórmula floral especialmente preparada para equilibrar o chakra Sacral. Procure no site www.gotasdoinfinictho.com.br.

Se você gostou deste nosso tema, curta e compartilhe a nossa fanpage Ser Integral. Este artigo pode ser muito útil a outras pessoas.

Se tiver dúvidas mande um email para rmarrie@gmail.com ou comente aqui mesmo no blog ou na fanpage Ser Integral.

Gratidão por sua atenção. Eu desejo a você uma semana iluminada e plena de criatividade e boas escolhas.

Grande abraço e até o próximo post.

Para saber mais:

Anatomia da Cura – Christine R. Page – Ed Ground.

Resgatando seu poder

3-equilibrio ser.jpg

Esta semana vamos continuar compartilhando um pouco mais sobre o Sagrado Feminino, para que possamos compreender e resgatar cada vez mais o modo feminino de Ser Integral. Iniciei o assunto no post da semana passada e se você não viu ainda, clique no link e aproveite: https://serintegralsaude.wordpress.com/2016/09/15/o-sagrado-feminino/

Depois da maldição de Eva, a próxima grande mudança  que afetaria de forma profunda a vida das mulheres, foi a Revolução Industrial. Com ela a mulher teve que sair para trabalhar fora ,  assumir uma jornada dupla, abrindo mão do recolhimento durante o período menstrual, recomendado pelos médicos da época e pelas  mães e avós (sábias). Até ali estávamos acostumadas a uma maior autonomia na gestão e organização do nosso dia de trabalho. Afinal quando a administração do nosso ambiente de trabalho – a casa ou um pequeno sítio por exemplo  – está a nosso cargo, podemos adaptá-lo para se adequar às nossas alterações hormonais que nos provocam alterações de humor e disposição. Com a Revolução Industrial esta possibilidade de adaptar o ritmo interno a carga horária de trabalho fora de casa, praticamente desapareceu. Surgia o conceito de produtividade que vinculava os trabalhadores ao resultado da operação das máquinas. Ou seja a ideologia da era industrial adaptou a realidade humana àquela das máquinas, que não estão sujeitas a flutuações sazonais e mensais.

Claro que sair de casa para trabalhar fora foi um avanço fantástico em nossas vidas. Permitiu uma liberdade que até então tinha sido negada enquanto a vida feminina seguia controlada pelos homens e seus desejos machistas. Entretanto a nossa necessidade de conquistar a igualdade com os homens no mundo profissional pode ter nos conduzido a dispensar algumas idéias boas, juntamente com as ruins. Entre as coisas que o feminismo moderno rejeitou está a influência hormonal sobre as mulheres. Com razão, naturalmente, porque se fossemos consideradas ‘inconfiáveis’ nalgum período do mês, certamente seria mais um motivo para nos manter afastadas das posições de poder.

Todavia, ignorar a influência e ação dos hormônios em nossa vida e as alterações que nos provocam, também levou-nos a rejeitar a menstruação. Com esta atitude – uma reação à nossa condição de submissão e impotência – talvez tenhamos perdido inteiramente o contato com o último vestígio da consciência de seu valor na vida das mulheres. Ou seja, apesar de todas as nossas conquistas, a busca pelo poder em mundo masculino pode ter nos distanciado muito de nossa natureza feminina. Talvez estejamos num estado de desequilíbrio entre o nosso yin e yang, no dizer da Medicina Chinesa.

Este desequilíbrio acabou por fixar a idéia da menstruação como um inconveniente, algo que precisa ser ignorado. Afinal precisamos competir num mundo masculino e não podemos demonstrar fraqueza no período menstrual. Temos que resguardar o mito de “ser igual ao homem, e às vezes até melhor”. É mais fácil ser uma mulher bem sucedida em mundo masculino caso se consiga abstrair o fato de menstruar.

Para dar suporte a esta desconsideração consumimos tampões, desodorantes vaginais e sofisticadas drogas analgésicas e até antidepressivas, fortemente alicerçadas no desejo de provar que o mito da supermulher é verdadeiro. Que uma mulher menstruada é igual a outra não menstruada. E todas nós sabemos que qualquer mulher minimamente conectada com seu corpo percebe-se totalmente diferente em seu período menstrual. Este é um fato da natureza, não há como negar. É como negar a existência dos ciclos lunares ou o movimento das marés.

Felizmente, com a ascenção do movimento da espiritualidade feminina, a menstruação começou a ser considerada algo sagrado e significativo. O que estamos observando neste momento de reconexão com o Sagrado Feminino, é um convite para perceber os nossos ciclos, nossas emoções, aprendendo a vivencia-los em harmonia com a natureza e a Mãe Terra.

A proposta de hoje, na verdade é a proposta do Ser Integral: investir em auto conhecimento. Ser capaz de descobrir mais sobre nós mesmas, buscando interiorização, percebendo melhor seus instintos, suas vontades, seus ciclos (menstruação, gestação, menopausa). Saber quem somos, onde estamos e para onde queremos ir. Tudo isso é possível quando temos CLAREZA.

São muitos os caminhos para adquirir auto conhecimento, consciência e clareza. A meditação é um deles. Simples, mas não é fácil. Exige disciplina e vontade, mas os resultados são altamente compensadores. Comece com um minuto por dia, todos os dias. A EMF Balancing Technique é outro caminho fantástico que pratico e recomendo fortemente porque promove alinhamento da sua malha energética. Costumo traçar uma analogia entre o alinhamento da malha energética e o corpo físico: para praticar atividade física é necessário estar alimentado, descansado e saudável ( sem anemia por exemplo), ou seja exige alguns pre requisitos importantes.   Da mesma forma para realizarmos nosso propósito de vida, nosso jornada de auto conhecimento de forma eficiente, é necessário alinhar nossa malha energética. A EMF permite isso. Fortalece nossos circuitos de energia, alinha nossos chakras, de modo que sejamos capazes de sustentar toda energia necessária para realizar nossa missão.

Ficou curiosa? Quer saber mais? Acesse minha página de Atendimentos  https://serintegralsaude.wordpress.com/atendimentos/ e agende uma consulta. Seja a mudança que quer para sua vida!

Um grande abraço e até o próximo post.


Para saber mais:

Seu Sangue é Ouro – Lara Owen – Ed Rosa dos Tempos Ltda

O Sagrado Feminino

35-sagrado-feminino

Nas última semanas dedicamos uma atenção especial às mulheres na meia idade. Falamos de Climatério, Menopausa, suas perdas e ganhos, dores e delícias, como tudo na vida. Hoje vamos compartilhar um pouco da nossa visão do que é Ser Integral, honrando o Sagrado Feminino.

Apesar das conquistas femininas até aqui, ainda vivemos numa sociedade patriarcal e machista. Esta situação de dominação masculina acontece há tanto tempo que parece que sempre foi assim. Mas não é verdade. Descobertas arqueológicas dão conta de que houve um tempo em que homens e mulheres veneravam a Grande Deusa, a MãeTerra, e em que imagens de mulheres criativas e fecundas eram esculpidas em pedra e guardadas em relicários.  Entretanto,  tudo isso começou a mudar, há cerca de 5000 anos, quando grupos militaristas do Oriente Médio invadiram as sociedades pacíficas e agrárias que veneravam a Deusa, dando início a um movimento que viria modificar profundamente a história humana. À medida que este movimento de deslocamento da Deusa para os valores orientados para o masculino, foram acontecendo, a posição das mulheres na sociedade foi piorando progressivamente e os aspectos da vida relacionados ao feminino foram sendo denegridos.

Essa mudança de valores resultou na associação da vergonha ao corpo (sentimentos e sensações relacionados à mulher, à Deusa e à terra), deixando-nos dependentes da mente (o mundo das idéias associado ao homem, ao Deus e ao céu). Nos milhares de últimos anos, todas as principais religiões do mundo tornaram-se patriarcais, todas valorizando o intelecto e o espírito acima do corpo e dos instintos.

Para que possamos recuperar o poder da Deusa é importante que tenhamos consciência desta história e das crenças que foram construídas através delas. Uma delas é uma crença tão subliminar que quase passa despercebida por nós: a versão mítica da história representada por Adão e Eva, na qual ela além de comer o fruto proibido ainda o oferece ao seu marido. Eva  com seu traiçoeiro poder de sedução, induziu o inocente Adão ao pecado. Por conta disso recebe a maldição divina: “Vou fazê-la sofrer muito em sua gravidez: entre dores, você dará à luz seus filhos; a paixão vai arrastar você para o marido e ele a dominará.”(Gên 3:16).

Reflita comigo o quanto de vergonha e culpa temos carregado ao longo do tempo por conta desta versão tenebrosa. Claro que isso não aconteceu da noite para o dia, ela foi se cristalizando através dos séculos, com a Inquisição que exterminou cerca de nove milhões de supostos bruxos. Cerca de 85% deles eram mulheres. Com eles morreram os remanescentes da religião da Deusa e grande parte do conhecimento da humanidade sobre a obstetrícia, o herbalismo (conhecimento sobre as plantas medicinais), a agricultura e a prática espiritual baseados nas leis naturais.

A proposta de hoje inclui alguns temas importantes, além da reflexão sobre a história de como começou a dominação feminina:

– aprender a se desvincular dos padrões  de beleza e comportamento, pré-estabelecidos por uma sociedade patriarcal e repressora:

– apostar firmemente no auto conhecimento. Saber quem somos, do que gostamos, para descobrir e buscar o que queremos para nossas vidas. As energias de atração da vida precisam saber exatamente o que você quer. É preciso ter CLAREZA.

– tornar-se PARCEIRA de si mesma, numa atitude repleta de auto amor e auto aceitação.

A dica prática de hoje para iniciar (ou fortalecer, depende de onde você se encontra) seu empoderamento, é um Ritual utilizando o recurso amoroso e curativo da Aromaterapia. O objetivo é vivificar a ligação do seu coração com seu ventre. Esta ligação entre o Chakra Cardíaco e o Chakra Umbilical é uma chave poderosa para trazer consciência do seu poder feminino, despertando/resgatando seu potencial criativo e curando as feridas da vergonha e culpa ancestrais. É simples, fácil de fazer e muito gratificante.

Reserve um tempo para você.

Prepare  o óleo terapêutico que vai precisar da seguinte forma:  1 gota de Óleo Essencial de Gerânio, numa colherzinha de café de óleo vegetal que pode ser Prímula, Semente de Uva, Jojoba, Amêndoas Doces ou até o óleo de Oliva que já tem em casa. Misture os dois e reserve.

Sente-se ou deite-se numa posição confortável, respire profundamente por tres vezes, e esfregue na palma de suas mãos o óleo essencial já preparado. Em seguida coloque sua mão direita em seu coração e a esquerda em seu ventre (entre o umbigo e o púbis). Continue respirando profundamente e sinta a energia fluir do seu coração para o seu ventre e vice versa. Pratique este ritual por 21 dias seguidos. É o tempo que o nosso cérebro precisa para alterar um padrão de comportamento efetivo e realmente transformador.

Experimente e depois me conte como foi para você. Importante comprar um óleo essencial de qualidade, assegurando-se de que está adquirindo Óleo Essencial e não essência (há uma diferença!),  misturar ao carreador antes de colocar em contato com a pele. Os únicos Oleos Essenciais que podem ser utilizados (em pequenas quantidades) diretamente na pele são o Tea Tree e a Lavanda.

Agora se você deseja CLAREZA para o seu processo de auto conhecimento e consequente empoderamento clique no link abaixo e conheça um pouco de uma das técnicas mais  revolucionárias e efetivas que conheço para alcançar este objetivo:

https://serintegralsaude.wordpress.com/emf-balancing-technique/

Se tiver dúvidas, mande um email ou comente aqui mesmo no blog. Terei o maior prazer em conversar com você.

Um grande abraço e até o próximo post.

Para saber mais:

Seu Sangue é Ouro – Resgatando o poder da Menstruação – Lara Owen – Ed Rosa dos Tempos – Rio de Janeiro-RJ