Cuidando da saúde com Yacon

yacun

Prometemos dar dicas práticas e vamos continuar cumprindo nossa promessa. Há um mundo de possibilidades à nossa disposição quando decidimos ser os autores e atores principais da nossa história, assumindo maior responsabilidade por nossos pensamentos, palavras, emoções e ações.

Os pensamentos, as palavras e as emoções eu deixo com você, confiando que está fazendo o seu melhor nesta direção. Aproveite as reflexões propostas, filtre o que te interessa e guarde o que for melhor para você. Na linha das ações, a responsabilidade continua sua, mas, como às vezes temos dificuldades para iniciar o processo de mudança dos nossos hábitos, a proposta de hoje é dar mais umas dicas de como aproveitar a generosidade da natureza a nosso favor.

Acho que você já percebeu que eu sou fã número um da transformação através dos alimentos. Sempre trago aqui no blog a importância de uma alimentação equilibrada, orgânica, com predominância de frutas e verduras. Alguém já disse que somos o que comemos. O Pai da Medicina, o sábio Hipocrátes na Grécia antiga já dizia que “o teu alimento seja o teu remédio”. E esta máxima continua atual e cada vez mais válida.

Com o avanço da ciência da Nutrição, foi possível comprovar a máxima do Hipocrátes e hoje temos aí os Alimentos Funcionais e os Nutracêuticos, comprovando os benefícios dos alimentos na prevenção, promoção e manutenção da saúde.

A diferença básica entre um Alimento Funcional e um Nutracêutico (termo cunhado por Stephen DeFelice em 1989 e que resulta da combinação dos termos “nutrição”e “farmacêutica”) é que o primeiro é encontrado na natureza na forma de frutas, verduras, castanhas, nozes e até flores como é o caso do açafrão. Para ser considerado um alimento funcional, além de nutrir, também deve possuir nutrientes bioativos que, comprovadamente, atuem na prevenção de doenças. Já os Nutracêuticos, apesar de serem extraídos dos alimentos funcionais, também incluem suplementos dietéticos e são normalmente apresentados na forma de cápsulas, comprimidos etc… por exemplo: o alho é um alimento funcional, mas se torna um nutracêutico quando consumido em forma de cápsulas. Tem muito mais sobre as diferenças entre Alimentos Funcionais e Nutracêuticos, mas isso você pode pesquisar e descobrir tudo nos sites de Nutrição.

Mas e a dica de hoje?

A dica de hoje é a batata Yacon. Isso mesmo, uma batata que pode ser consumida crua, é doce como uma pêra d’água, além de ser considerada um alimento funcional poderoso, quando consumida ‘in natura’, em sucos, farinhas ou chips.

A Yacon, ou batata Yacon, nativa da Cordilheira  dos Andes, cujo nome científico é Smallanthus sonchifolius, era cultivada pelos incas para produção das raízes tuberosas muito antes da chegada dos europeus, hábito que se perpetua ate hoje entre os povos andinos. Suas raízes são ricas em água e crocantes, e como eu disse antes podem ser consumidas cruas, bastando para isso descascá-las e comer como uma banana, por exemplo. Pode ser adicionada à saladas com outras hortaliças e frutas. Rica em inulina – um carboidrato largamente encontrado na natureza – que funciona como carboidrato de reserva em diversas plantas. Um grande número de pesquisas científicas dão conta de que a Inulina traz grande benefícios para os intestinos, auxilia na absorção do cálcio e vitaminas, otimizando a saúde óssea.

Pesquisa realizada pela engenheira Grethel Teresa Choque Delgado na Faculdade de Engenharia de Alimentos da Unicamp concluiu que a Yacon é uma fonte de prébioticos (alimento para as bactérias intestinais benéficas), contem fruto-oligossacarídeos (FOS), um tipo de açúcar que o organismo é praticamente incapaz de absorver, porém possui importantes aplicações, sobretudo no cólon. Isso quer dizer que o uso regular da Yacon (em torno de 3 batatas/dia) pode contribuir na prevenção e controle de doenças como o diabetes e doenças intestinais, além de promover equilíbrio do sistema imunológico e das taxas de colesterol e triglicerídeos. Uma verdadeira aliada da nossa saúde! 

Claro que este post não pretende esgotar o assunto Yacon, mas a idéia é despertar seu interesse em pesquisar e saber mais sobre seus inúmeros benefícios e possibilidades de auxiliar na manutenção de uma saúde equilibrada. No final vamos citar as fontes de pesquisa e deixar por sua conta saber mais sobre esta maravilha da Natureza para nós. Informe-se mais sobre o poder da inulina presente na Yacon e com certeza vai se interessar por incluí-la na sua alimentação. Hoje já é possível encontrá-la em feiras livres e em supermercados. Os empórios de produtos naturais já oferecem chips e farinhas. Mas se você puder e tiver espaço no seu quintal plante a sua Yacon. Ela é de fácil cultivo, propagando-se pelos curtos rizomas encontrados na base da planta e a sua colheita é sempre farta e generosa. Coma Yacon, ensine as suas crianças a faze-lo também e divulgue esta planta que cura. Apesar de ser conhecida como a batata do diabético, seu consumo é útil e curativo para todos.

Para finalizar, algumas dicas para consumir a Yacon:

  • em sucos: triturar 2 ou tres raízes descascadas, no liquidificador, adicionar o suco de um limão e tomar imediatamente. Também pode experimentar com outras frutas como a laranja, o maracujá ou o abacaxi;
  • descasque as raízes, corte em cubos, rodelas ou tirinhas, tempere com sal e azeite ou iogurte natural e acrescente às suas hortaliças preferidas. Também pode utilizar em saladas de frutas juntamente com as frutas de sua preferência.

Imensa gratidão por sua companhia aqui conosco. Desejamos ter despertado em você o interesse por sair do quadrado e conhecer a Yacon, ou se você já conhece, usá-la ainda mais com a consciência de que está consumindo um alimento funcional fantástico!

Grande abraço, ótima semana e até o próximo post.

Fontes:

http://www.unicamp.br/unicamp/ju/530/pesquisa-avalia-acao-de-raiz-andina-no-sistema-imunologico

http://www.insumos.com.br/aditivos_e_ingredientes/materias/633.pdf

Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANC) no Brasil – Kinupp e Lorenzi – Inst Plantarum de Estudos da Flora, 2014.

Trofoterapia e Nutracêutica – Elaine Azevedo – Nova Letra, 2007.

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: