Cuidando dos Olhos

12391449_995339917192957_7808819065152232674_n 

Acho que nasci míope ou desenvolvi a miopia nas noites de adolescência lendo à luz de velas, até a madrugada, porque tinhamos horário para apagar a luz elétrica. E esta dúvida de quando começou a miopia se explica porque nas miopias menos graves, onde o grau das lentes é menor, enxergamos as coisas – meio embaçadas, é verdade! – mas enxergamos. E só fui perceber a nitidez e o colorido das coisas quando comecei a usar meus primeiros óculos aos 18 anos. Até ali, pensava que todos enxergavam como eu… e fiquei muito feliz em constatar que o mundo de longe tinha quase todas as nuances que eu enxergava de perto. Desde então, mesmo que a minha dificuldade com a visão seja pequena e relativamente fácil de resolver, comecei a prestar mais atenção e dar mais valor aos meus olhos. Esta percepção evoluiu quando me preparei na graduação de Naturologia Aplicada e a Iridologia – método de observação da íris que permite conhecer o indivíduo de forma integral – me iniciou nos mistérios e encantos dos olhos. Hoje, parafraseando Leonardo da Vinci, acho que os olhos não são apenas o espelho da alma, mas também uma janela por onde podemos olhar o mundo.

Este tema surgiu esta semana por conta de ter cumprido meu dever de casa de realizar meu exame oftalmológico anual. Além de trocar as lentes do meus óculos recebi – com alegria – do médico uma extensa lista com dicas para uma visão saudável. Entre elas encontrei ali a recomendação para aumentar o consumo de frutas e legumes de cor amarela e laranja e nos vegetais de folhas verde-escuro, ricos em Luteína e Zeaxantina. Estudos mostram que o consumo destes alimentos reduz o risco de degeneração macular senil. Além da dica o doutor ainda teve o cuidado de anexar um texto publicado na Revista Linha Médica intitulado “Pigmentos Maculares e Saúde dos Olhos”. Referido texto informava sobre os amplos estudos sobre o grupo de fito químicos da Luteína e da Zeaxantina, dando conta de suas propriedades anti oxidantes e sobretudo da sua capacidade de prevenir danos causados pelos radicais livres nos tecidos.

Louvo a iniciativa do doutor em informar seus pacientes de que a verdadeira prevenção não está apenas nos exames médicos anuais, mas principalmente em cuidados simples como alimentação adequada, de modo a promover a saúde integral.

Entretanto na preciosa lista dos alimentos ricos em Luteína e Zeaxantina do doutor não aparecia a nossa festejada Capuchinha, que eu já falei para vocês aqui no blog. Falava do kiwi, milho, uva Itália, abobrinha, abóbora, ervilhas, chicória (crua) cenoura, pimentão vermelho e amarelo, azeitona roxa, tomate, maçã, damasco, manga, laranja tangerina,nectarina, mamão, brócolis e e couve. Como vêem a lista é extensa e ainda trazia a preciosa informação de que o consumo de um ovo por dia durante uma semana, promoveu um aumento de 26% na concentração sérica de Luteína e Zeaxantina. Segundo estudo randomizado realizado com 33 indivíduos com mais de 60 anos. (Lakshminarayana et al. 2007). Mas nada de Tropaleum Majus, a nossa festejada Capuchinha, cujo estudo de suas propriedades dão conta de que tem o mais alto teor de Luteína encontrado em qualquer vegetal comestível.

Mas eu não podia deixar esta oportunidade, de mais um vez lembrar vocês que dá para sair do quadrado na alimentação e buscar na Natureza abundante mais recursos, além dos que achamos comumente nos mercados, supermercados e feiras livres.

Dá para plantar Capuchinha em casa, numa floreira na janela ou no jardim – cercada para evitar a presença de animais domésticos. Melhor ainda se você já cultiva uma horta doméstica. O importante é incluir a Capuchinha. Além de ser uma poderosa antioxidante, rica em Vitamina C e Luteína, ela é linda! Produz flores comestíveis maravilhosamente picantes e saborosas, podendo ser consumida crua em saladas. Experimente e mude para muito melhor o visual de suas saladas. As crianças vão adorar e você também. O seu corpo inteiro agradecerá este mimo e seus olhos mais ainda.

A idéia deste blog é despertar seu interesse em assumir a responsabilidade por sua saúde. Hoje aproveitamos o tema dos olhos e trouxemos de volta a Capuchinha propondo que use seus olhos para abrir novas janelas para um mundo novo. O mundo que você quer para você. Escolha e construa o mundo que você quer para você!

Se você gostou deste tema comente aqui no blog ou na fanpage do Ser Integral, compartilhe com seus amigos. Se tiver dúvidas questione. Se quiser saber mais pergunte. Tem algum tema que gostaria de ler aqui? Sugira. Eu estou aqui para você.

Grande abraço, ótima semana! Nos vemos no próximos post.

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: